domingo, 10 de setembro de 2017
Sorteio Material Escolar + Q&A Sobre a Casa

Sorteio Material Escolar + Q&A Sobre a Casa


Saiu um novo vídeo no meu canal com um sorteio de material escolar. Para participar basta serem seguidores e deixarem o vosso like na página da Officelink. Boa sorte!

*Ao participar estão a concordar em juntar o vosso email à lista de inscritos do Clube de Unicórnios onde receberão as novidades e passatempo do blog em primeira mão.
*O(s) vencedor(es) são contactados por email.

a Rafflecopter giveaway



sábado, 9 de setembro de 2017
SABORES DO BRASIL - COMIDA DE SANTO

SABORES DO BRASIL - COMIDA DE SANTO

Pela primeira vez tive o prazer uma viagem gastronómica ao Brasil. E aconteceu aqui mesmo, no coração de Lisboa! 



O restaurante Comida de Santo fica duas ruas ao lado do Príncipe Real, numa descida de pedras de calçada, um cantinho recatado. É um espaço muito especial, calmo, com ambiente descontraído, decoração e música a condizer.
Foram servidas entradas, que comi sem pensar nos pratos que vinham depois.
Eu tenho tido especial cuidado com o glúten nos últimos meses, por ter celíacos na família e por recomendação do médico, mas admito que não resisti às torradinhas com a casquinha de siri. Sem esquecer as duas gotas de Piri Piri do Diabo - porque apesar de estarmos a falar de comida de santo, o picante assenta-lhe bem!



 

Quando os pratos começaram a chegar, a minha cobiça foi directa ao Xim Xim de Galinha. E a minha intuição estava certa, porque esse foi o prato que elegi como o melhor do jantar. A mesa foi a votos e houve um empate entre o Escondidinho - uma espécie de empadão feito com leite de côco e camarões - e a Vaca Atolada. Se houvesse prémio para o prato mais original, penso que todos acabaríamos por chegar a um consenso com o Escondidinho. 




Vamos passar à melhor parte: as sobremesas! Aqui deparei-me com outra revelação, os meus favoritos foram pratos que, á partida, pelos seus condimentos, eu iria odiar. Não gosto de doces de côco mas gostei do Quindim. Os ovos ajudavam a equilibrar o sabor do côco, e por isso nem um nem outro me enjoaram.


E não é que descubro no final da noite que gosto de papaia? Provei uma vez em miúda e lembro-me apenas de não ter gostado. Desde então nunca mais me lembrei de lhe dar outra oportunidade. Mas foi graças a esta sobremesa chamada Creme de Papaia que mudei de opinião. Uma mistura de gelado de natas, licor e papaia que resulta tão bem em apresentação, paladar e texturas. Gosto de sobremesas assim: frescas e que se derretam na boca!


 A apresentação de tudo foi um mimo. O serviço igual. Resta-me recomendar-vos a visita, mesmo que seja num dia apressado, porque o restaurante também serve para fora.
Se, caso contrário, preferirem usufruir do ambiente do Comida de Santo com a vossa refeição, peçam a password do Wi Fi. Acreditem, vai dar-vos jeito... tudo lá é insta worthy!



Aproveito para deixar um especial obrigado à Sara pela companhia e claro, ao restaurante Comida de Santo por me ter proporcionado a minha primeira prova de degustação. Espero repetir!


sexta-feira, 1 de setembro de 2017
SALDOS, SALDOS!

SALDOS, SALDOS!


Desde que saí de casa que me tornei numa espécie de fada do lar: das promoções, descontos e guru de marcas brancas. Tenho andado a pensar se não seria melhor abrir uma categoria nova por aqui só dedicada aos assuntos da casa, porque ultimamente tenho aprendido imenso acerca de poupanças, decoração, organização e todas essas coisas que a vida adulta obrigada. Nem sempre tem de ser uma dor de cabeça, eu até acho esta fase de descoberta uma aventura. Fiquei a conhecer muitas formas diferentes de poupar e uma dela é aproveitar bem os descontos.

Em cima estão reunidos os descontos que encontrei nesta razia de últimos saldos. Espero que seja útil para alguns de vocês tanto como foram para mim!


quinta-feira, 31 de agosto de 2017
Regresso com estilo - mochilas para todos

Regresso com estilo - mochilas para todos


Mochilas para pequenos e graúdos! Porque este regresso ao trabalho não é só para os mais jovens, e porque nós, mais crescidos, também gostamos de andar com a casa às costas, nada como uma mochila para transportar tudo para trás e para diante. Eu tenho uma mochila que comprei naquele dia que a Forever 21 abriu e nunca mais a larguei. Levo-a para o trabalho todos os dias - ao ponto dela começar a precisar de férias.
Para que possamos todos usufruir de uma mochila, deixo-vos várias opções, das mais clássicas às mais engraçadas, para qualquer género e idade.

Para mais informação sobre cada modelo basta clicar em cada um respectivamente.



terça-feira, 29 de agosto de 2017
A MINHA VIDA VIROU SÉRIE

A MINHA VIDA VIROU SÉRIE


É verdade, já vos tinha falado da época de mudanças! E não é que ela virou uma série?
Têm saído vídeos todas as semanas no meu canal de youtube, neste momento temos uma playlist dedicada apenas aos vlogs de mudança: Mudar de Casa.
Tem sido uma aventura não só esta fase da minha vida como documentar tudo para partilhar convosco. Parece que cada vez mais pessoas se estão a juntar ao canal para acompanhar-me nesta nova etapa e eu não podia estar mais feliz com o feedback que tenho recebido por quem comenta.
Descobri que adoro este registo de video, o vlog! Já o sabia, mas agora ainda tenho mais certeza. Documentar, editar, publicar e receber o feedback é uma experiência que me ajudou a aproximar-me de quem me segue. E para que vocês não fiquem de fora desta experiência, toca a seguir a primeira temporada! 

Se não sabem por onde começar, sugiro que vejam já a primeira tour pela minha nova casinha.


segunda-feira, 28 de agosto de 2017
Regresso com estilo - outfits

Regresso com estilo - outfits


Na primeira edição do regresso com estilo falei-vos de ténis. Agora está na hora de falarmos de roupa

Para que as leitoras deste blog não se sintam desamparadas no seu regresso à faculdade ou mesmo ao trabalho, hoje partilho convosco alguns looks versáteis. Quando andava na faculdade optava sempre por reunir peças confortáveis e de linhas simples para me permitirem andar de um lado para o outro carregada de sebentas. No mundo do trabalho, pouco mudou. Se não levo sebentas, levo computador e uma lancheira com o almoço, petiscos para a tarde e um livro para os intervalos. Talvez no vosso escritório não vos permitam ter um estilo tão à vontade, mas felizmente para mim, sempre tive a opção das calças de ganga e um par de ténis para começar o meu dia de trabalho. Como já devem ter reparado, ando com uma tendência para os tons cinza, mas para não vos matar de tédio, deixo outras sugestões (em baixo) onde podem clicar respectivamente para mais informação sobre cada peça.
   



quarta-feira, 23 de agosto de 2017
Regresso com estilo - ténis

Regresso com estilo - ténis


Vem aí o regresso às aulas, ou no caso de alguns de nós, ao trabalho. E como qualquer comeback que se preze, deve ser feito com estilo.! Hoje vamos falar de ténis: o calçado mais confortável do Universo - diz a (minha) ciência. Vou sempre ser uma miúda de sapatos rasos, ocasionalmente de botins e botas mas essencialmente de ténis. Para trabalhar, para ir ao supermerdado, para passar, para um cocktail party - ténis são sempre uma opção para mim. Tenho tendência a comprar online porque muitas vezes os modelos que gosto não se encontram nas lojas ou esgotam rapidamente. Além disso, arranjo sempre cupões de desconto em lojas digitais ou promoções a valer. Aproveitando ainda a última ronda de saldos de Verão, ficam aqui alguns modelos da minha wishlist onde se podem inspirar.

Para mais informações acerca de cada modelo basta clicarem na sapatilha que mais vos agrada.
domingo, 20 de agosto de 2017
NABLA FREEDOMINATION - review e swatches

NABLA FREEDOMINATION - review e swatches


A Nabla Cosmetics tem sido uma das minhas marcas de maquilhagem favoritas nos últimos tempos. Junta sempre o útil ao esteticamente apelativo (ou como diriam, o útil ao agradável) tal como eu gosto! É uma marca que tem origem europeia, para contrariar a ideia de que só na América e na Ásia se faz boa maquilhagem.  Eu já tinha lido no blog da Rita Let's Talk About Beauty algumas reviews acerca das sombras da Nabla. O feedback era sempre muito positivo e fiquei cada vez mais curiosa.

Felizmente tive a feliz oportunidade de conversar com a equipa que me
trouxe as suas mais recentes novidades: a linha de Verão Nabla Freedomination.




Numa embalagem cheia de azul, lilás e dourado vieram 4 batons da coleção Divine Crime.
Posso adiantar que as cores diferem um pouco, algumas são mais pigmentadas que outras com uma aplicação mais uniforme, outras parecem-me mais difíceis de conseguir um acabamento vibrante. Independentemente disso, todas têm uma aplicação suave e cremosa como se quer em qualquer batom que se preze!
No pacote vieram incluídos dois eyeliners. Não estava à espera das cores Crystal e Purity. O primeiro é um azul aqua brilhante com um acabamento metalizado, enquanto que o segundo é um tom branco com reflexos amarelos e dourados.





Acima estão os swatches dos batons Divine Crime, da esquerda para a direita: Perfect Day, Bohéme, Reverse e Goa. Fiquei muito entusiasmada com as cores porque conjugam com o tom da minha pele e também porque reparei que não eram samples. Apesar da embalagem de cada batom ser pequena - pouco mais do tamanho do meu dedo mindinho - a bala é de tamanho normal. Ou seja, ao contrário das marcas famosas que estão constantemente a vender-nos o tamanho da embalagem em vez da quantidade do produto - e tenham isso em atenção especialmente com maquilhagem, espreitem sempre a quantidade de produto em gramas no verso da embalagem, vão ver como andam a ser enganados - a Nabla deixou-me de boca aberta ao conseguir ter um batom de tamanho normal numa embalagem pequena e cómoda. Aleluia, alguém que diga não ao desperdício!



Em relação aos eyeliners, são lindos na embalagem e são lindos quando aplicados. Há um senão: são muito líquidos e eu sou fã de eyeliners opacos. Como podem ver nos swatches do Purity (por cima) e do Crystal (por baixo), eles são um pouco transparentes. Aconselho usarem-nos por cima de sombras, por exemplo, para iluminar o centro da pálpebra ou os cantos internos dos olhos.
Se os quiserem usar para um cat eye, terão de ter mais paciência e desenhar algumas camadas até conseguirem um bom resultado.



Estes 3 produtinhos são daqueles casos que não dá para lhes atribuir apenas uma utilidade. Os dois das pontas estão etiquetados com "shade and glow" e o do meio como "blossom blush" mas continuo a achar que todos funcionam bem como sombras. No meu caso o da esquerda até serve de bronzeador de Verão, para dar um ar torradinho ao nariz e juntar umas sardas falsas. Da esquerda para a direita, temos o Monoi, o Habana seguido do o Obcexed (e não, não me enganei no nome). Em baixo podem ver os swatches.





Quem me segue no instagram já conhece bem a gama de batons mate da Nabla. Desta vez enviaram-me dois novos tons: o Antimatter que vem num bronze dourado metálico e o Fetish Mauve que é um castanho neutro com sub tons quentes. Eles demoram um pouco a secar e saem com mais facilidade que os eyeliners. No entanto há um ponto que eu adoro nesta coleção: todos eles têm um cheirinho doce, tipo baunilha, que dá vontade de trincar!



A Nabla enviou-me também algumas sombras mas ainda não tive oportunidade de as testar e formar uma opinião sobre elas. Assim que tiver novidades, já sabem que partilho convosco. Até lá!



terça-feira, 15 de agosto de 2017
VI E GOSTEI #1

VI E GOSTEI #1


Este Verão tropecei em alguns temas que não esperava. No meio da minha pesquisa sobre Paganismo e Wicca encontrei um novo mundo de artesãos e produtos ligados á Terra. Talvez seja por isso que ultimamente me tenho direccionado tanto para uma decoração rústica cá por casa e mesmo na minha atitude no dia-a-dia. Comecei a cheirar flores sem medo de alergias e a apanhar pedras bonitas que encontro no chão. Até dei uma oportunidade aos óleos essenciais, coisa que sempre evitei por ter pele com tendência oleosa.

Neste novo processo de auto-conhecimento tive a feliz coincidência de encontrar a Goddess Provisions no instagram. Fiquei rapidamente viciada no conceito: uma caixinha mágica (e roxa) cuja temática variava todos os meses recheada de mimos holísticos para o corpo e a alma. 


Provavelmente já ouviram falar do fenómeno das monthly boxes, a subscrição que garante uma caixa surpresa todos os meses à vossa porta. 

É como ter Natal 12 vezes ao ano!



Pessoalmente nunca me envolvi com nenhuma antes porque não achava que a experiência fosse assim tão gratificante pelo preço pedido mas, no caso da Goddess Provisions, decidi colocar algumas perguntas nas suas redes sociais. Não só foram super rápidos a responder-me como me ofereceram uma caixinha gratuita!

E sabem... é MESMO como se fosse Natal outra vez.


Tenho usado especialmente o spray Lady Magic para ambientar a casa. Vem na fragrância New Moon e tem um cheiro levemente cítrico. O palo santo também tenho usado em alternância à salva que uso no processo de defumação do lar, para eliminar energias negativas. Fiquei também surpreendida com o óleo da Kate's Magik, é intenso mas dou por mim a usá-lo quase em modo automático. Coloco apenas nos pulsos e esfrego, e ao longo do dia por vezes dou por mim a inspirar a fragrância de olhos fechados como o café pela manhã (e todos sabem como adoro café).


O tema de Agosto é unicórnios, poderia eu estar mais feliz?



Tenho vindo a trazer ao blog novas rúbricas e esta vai ser mais uma: Vi e Gostei - neste caso, até testei. O que eu for encontrando por aí, ideias giras, conceitos fora do vulgar, terei todo o gosto em partilhá-los convosco daqui em diante. Espero que gostem!

sexta-feira, 28 de julho de 2017
Testei a NAKED HEAT

Testei a NAKED HEAT



A mais recente palete de sombras da Urban Decay já saiu com as cores certas para este Verão. A Naked Heat segue a linha das anteriores paletes Naked, às quais me rendi há um par de anos. Quando a primeira palete Naked saiu no mercado, eu nem ponderei comprá-la porque, para mim, não fazia sentido gastar 40€ (sim, na altura tudo era mais barato!) em sombras. Recusei-me ano após ano, vendo mais produtos da Ubran Decay serem lançados e por mais apetitosos que fossem, eu nem tocava nos seus testers da Sephora. Acho que no fundo eu sabia que se testasse um produto, ia gostar demasiado dele.
Foi assim até sair a Naked 3. Os tons rosegold e as constantes recomendações por parte das maquilhadoras que conheço fizeram-me dar o pulo para a maquilhagem high end. E aviso-vos já - once you go Naked you never go back.

Quando comecei a trabalhar guardei logo dinheiro para comprar a minha querida Naked 3 que, até aos dias de hoje, é a minha favorita! Nunca comprei as versões anteriores por achar que não condiziam tão bem com a minha pele como a Naked 3 mas este Verão encontrei a primeira concorrente de peso: a Naked Heat. 


Foi no evento organizado pela Urban Decay que pude testá-la em primeira mão. Após algumas dicas de maquilhagem - em que aprendi a esfumar os olhos com um cotonete, um truque que mudou completamente a minha vida! - por profissionais da área, deram-nos liberdade para criarmos o nosso próprio look com a Naked Heat e outros produtos da marca.

Após terminado a minha maquilhagem, segui para a sessão fotográfica com o Gonçalo Claro, entre outras coisas é também reconhecido pela famosa capa de orgulho gay da revista Cristina.
Este foi o resultado final.

Vestido H&M // Chapéu: Xica Esperta // Makeup look: Urban Decay

Conclusões:
- Não usei primer de sombras e o eye look aguentou-se a tarde toda ao sol sob 38ºC.
- A palete é muito versátil, várias bloggers com diferentes tons de pele e estilo conseguiram facilmente adaptar-se às cores que ela oferece.
- A embalagem é um mimo, tal como seria de esperar. Resistente e muito bonita.
- Apesar da palete ter cores bronzes maravilhosas, senti falta de um tom claro, forte para iluminar o canto interno dos olhos. Usei a Naked Skin para esse efeito.
- As sombras não saíram do sítio até à noite, não se derreteram com o calor nem se acumularam no côncavo, ou como quem diz, na "dobra" da pálpebra.
- Usei um blush rosa bordot (espreitem a colagem em baixo) MUITO pigmentado, quase que destruí o look mas consegui fundi-lo com o bronzeador e acabei até por ganhar um ar mais coradinho.
- No final usei um fixador, o famoso All Nighter que nesse dia me soube como uma lufada de ar fresco por estar tanto calor.





segunda-feira, 10 de julho de 2017
7 COISAS a COMPRAR na PRIMARK!

7 COISAS a COMPRAR na PRIMARK!



Acho que o título diz tudo. Se não sabem por onde começar, estas são as 7 coisas que devem procurar na Primark! 


quinta-feira, 6 de julho de 2017
Na mesa de cabeceira #1

Na mesa de cabeceira #1




Voltei a ler livros. É verdade, apesar dos fantásticos e-books que devorei ao longo dos últimos anos, regressei ao papel impresso. Fico feliz por vos apresentar a nova rubrica do blog "na mesa de cabeceira" onde irei partilhar convosco apenas as melhores das minhas recentes leituras.


Heartfullness

Um livro que mudou a minha forma de pensar. Literalmente, a Mia incentiva-nos a colocar em dúvida os nossos pensamentos. “Será que o que eu penso é mesmo verdade?” devia ser uma frase corrente na nossa cabecinha sempre que temos um pensamento negativo. Sabem aqueles dias em que estamos sempre a sabotar-nos? Os dias em que achamos que não somos capazes de nada. Que somos demasiado gordos para fazer a maratona solidária com os nossos amigos, que não temos experiência suficiente para conseguir aquele trabalho ideal ou que estamos muito velhos para mudar de carreira. Os dias em que desistimos de nós próprios e mesmo dos outros, são muitas vezes dias em que acreditamos nos nossos pensamentos negativos. O melhor que retirei deste livro foi o exercício de duvidar de ideias tóxicas. De cada vez que me surge uma, faço logo o pensamento contrário. Por exemplo, sempre que tenho convites para eventos há uma parte de mim que se sente desconfortável: “Sou demasiado ansiosa para estas coisas, ainda por cima não conheço ninguém!” mas agora faço o exercício ao contrário “será verdade o que estou a pensar? bem, realmente já fui a vários eventos e nem conhecia ninguém. Até foi bom para conhecer pessoal novo!”. Assim comecei a ver que existem sempre bons argumentos contra pensamentos tóxicos. Com a prática se faz o hábito e progressivamente, um raciocínio saudável!



O Livro do Hygge

Li este livro de enfiada num fim-de-semana. Admito que o que mais me vendeu foi a capa, é tão harmoniosa, com ilustrações simples e uma mensagem clara sobre um conceito subjectivo. Sou muito básica nesta coisa das capas bonitas. Aposto que conseguiam vender-me gelo mesmo se eu fosse uma esquimó, desde que o gelo viesse numa embalagem bonita.
Mas além da capa, o livro é efectivamente bonito por dentro. Vem recheado de fotografias que ilustram o significado de “hygge”, uma palavra dinamarquesa para “os simples prazeres da vida”, juntamento com estudos e algumas teorias acerca da felicidade. Caso não saibam, a Dinamarca é consecutivamente eleita como o país mais feliz do mundo por vários estudos feitos nos últimos anos. Será graças às suas tradições? Ao seu hábito de grupos de amizade relativamente pequenos? Á importância que dão ao design e iluminação de uma casa? Á sua estranha obsessão por velas? É algo que terão de descobrir neste livro, que recomendo vivamente, principalmente aos mais introvertidos que vão encontrar um enorme conforto na mentalidade dinamarquesa.


Diz-lhe que não

Tropecei na Helena Magalhães no instagram e reparei que ela tinha escrito um livro. Claro que fui espreitar a capa dele, e básica como sou, quis comprá-lo porque gosto de capas chamativas e letterings arrojados.
O livro fez-me companhia nos intervalos de almoço durante o trabalho, comecei a fugir dos almoços da equipa para poder sentar-me numa mesa recatada e rir muito sozinha. No livro são partilhadas várias histórias de amor e o papel que vários homens tiveram em cada uma delas. Homens lindos, homens burros, homens mentirosos, homens queridos, homens porcos…não, não são histórias de amor como as que encontram nos romances mas são histórias de amor humanas, com o bom e o mau à mostra e um bocadinho de humor à mistura.



Vídeos

ACOMPANHA-ME NO YOUTUBE